Etnomatemática de um artefacto de latoaria do nordeste transmontano português: a almotolia

Etnomatemática de um artefacto de latoaria do nordeste transmontano português: a almotolia

Neste artigo damos especial ênfase à matemática envolvida na almotolia – artefacto de latoaria – ao procurarmos contribuir para a valorização, divulgação e preservação de uma das mais antigas artes e ofícios tradicionais – o latoeiro – da região portuguesa de Trás-os-Montes e Alto Douro. Desenvolvem...

Saved in:
Título traducido: Etnomatemática de um artefacto de latoaria do nordeste transmontano português: a almotolia
Journal Title: Revista Latinoamericana de Etnomatemática
First author: Paula Maria Machado Cruz Catarino
Other Authors: Cecília Costa;
Maria Manuel da Silva Nascimento
Palabras clave:
Palabras clave traducidas:
Idioma: Portugués
Get full text: http://www.revista.etnomatematica.org/index.php/RevLatEm/article/view/64
Tipo de recurso: Documento de revista
Source: Revista Latinoamericana de Etnomatemática; Vol 7, No 1 (Año 2014).
Publisher: Universidad de Nariño
Derechos de uso: Reconocimiento (by)
Categories: Physical/Engineering Sciences --> Mathematics, Applied
Social Sciences/Humanities --> Social Sciences, Interdisciplinary
Resumen: Neste artigo damos especial ênfase à matemática envolvida na almotolia – artefacto de latoaria – ao procurarmos contribuir para a valorização, divulgação e preservação de uma das mais antigas artes e ofícios tradicionais – o latoeiro – da região portuguesa de Trás-os-Montes e Alto Douro. Desenvolvemos um estudo sobre saberes (etno)matemáticos envolvidos nos processos de construção da almotolia, apoiados em entrevistas semiestruturadas a cinco latoeiros desta região e em pesquisa bibliográfica e de campo, com recurso à observação participante. Identificamos a utilização (na maioria dos casos de forma não consciente) de geometria elementar. Com os resultados obtidos é possível criar tarefas matemáticas envolvendo os processos de contrução da almotolia para o ensino básico português (6 a 15 anos).
Resumen traducido: ResumoNeste artigo damos especial ênfase às matemáticas envolvidas na almotolia – artefacto de latoaria – ao procurarmos contribuir para a valorização, divulgação e preservação de uma das mais antigas artes e ofícios tradicionais – o latoeiro – da região portuguesa de Trás-os-Montes e Alto Douro. Desenvolvemos um estudo sobre saberes (etno)matemáticos envolvidos nos processos de construção da almotolia, apoiados em entrevistas semiestruturadas a cinco latoeiros desta região e em pesquisa bibliográfica e de campo, com recurso à observação participante. Identificamos a utilização de geometria elementar. Com os resultados obtidos é possível criar tarefas matemáticas envolvendo os processos de contrução da almotolia para o ensino básico português (6 a 15 anos).AbstractIn this paper we give special emphasis to the mathematic concepts involved in the building of the oiler and we seek to contribute to the development, dissemination and preservation of one of the oldest traditional arts and crafts - the coppersmith – of one region of northern Portugal - the region of Trás-os-Montes e Alto Douro. We developed a study on knowledge (ethno) mathematics involved in building an oiler as elements that can promote a possible relationship with mathematics and the possible contribution to elementary mathematics education. As a result, we identified geometric properties (in Portugal) and that will lead students to discover mathematics through the analysis of this cultural artifact. The study was developed through a literature review and fieldwork with participant observation through the interviews to coppersmiths in this northeastern region of Portugal.