Sentenças VOS em português europeu: movimento-p e estrutura entoacional

Sentenças VOS em português europeu: movimento-p e estrutura entoacional

Este trabalho visa à análise da estrutura sintática e da estrutura entoacional associadas às sentenças VOS (sentenças na ordem verbo-objeto- sujeito) em português europeu (doravante, PE), com a hipótese de que a prosódia, refletida na estrutura entoacional, pode codificar a estrutura sintática assoc...

Saved in:
Translated title: VOS sentences in European Portuguese: p-movement and intonational structure
Journal Title: Revista Filologia e Linguística Portuguesa
Author: Flaviane Romani Fernandes Svartman
Palabras clave:
Traslated keyword:
Language: Portuguese
Get full text: https://www.revistas.usp.br/flp/article/view/88410
Resource type: Journal Article
Source: Revista Filologia e Linguística Portuguesa; Vol 16, No Especial (Year 2014).
DOI: http://dx.doi.org/10.11606/issn.2176-9419.v16ispep233-259
Publisher: Universidade de São Paulo
Usage rights: Reconocimiento - NoComercial (by-nc)
Categories: Social Sciences/Humanities --> Language --AMP-- Linguistics
Abstract: Este trabalho visa à análise da estrutura sintática e da estrutura entoacional associadas às sentenças VOS (sentenças na ordem verbo-objeto- sujeito) em português europeu (doravante, PE), com a hipótese de que a prosódia, refletida na estrutura entoacional, pode codificar a estrutura sintática associada às sentenças SVO neutras e a estrutura sintática associada às sentenças VOS de PE de maneiras distintas. Tal hipótese se baseia nos resultados experimentais apresentados em Frota (1994), os quais revelam que o contorno entoacional associado a estruturas sintáticas especiais em PE é afetado localmente (ou até globalmente) em relação ao contorno neutro. Para a investigação da referida hipótese, são analisadas, comparativamente, a estrutura sintática e a estrutura entoacional associada às sentenças SVO neutras e às sentenças VOS do PE. Na análise da estrutura sintática do último tipo de sentença, são trazidos argumentos, de cunho sintático e prosódico, em favor da derivação proposta por Fernandes (2007a), via movimento-p (Zubizarreta, 1998) do objeto. Já no que concerne à análise da estrutura entoacional das sentenças VOS de PE, com base nos resultados de Fernandes (2007a), é confirmada a hipótese inicial deste trabalho, na medida em que a estrutura entoacional associada às sentenças VOS de PE se revela distinta da estrutura entoacional associada às sentenças SVO neutras da mesma variedade de português. Diferentemente da estrutura entoacional das sentenças SVO neutras, a estrutura entoacional das sentenças VOS de PE apresenta mais acentos tonais e também um acento tonal específico, L*+H, associado ao objeto movido da margem direita da sentença, conforme a derivação sintática proposta no presente trabalho.
Translated abstract: This paper aims to analyze the syntactic and intonational structures associated with VOS sentences (sentences in verb-object-subject order) in European Portuguese (henceforth EP), with the hypothesis that prosody (reflected in intonational structure) can encode the syntactic structure associated with EP neutral sentences (sentences SVO – in subject-verb-object order) and the syntactic structure associated with EP VOS sentences in different ways. This hypothesis is based on the experimental results presented in Frota (1994), which reveal that the intonational contour associated with special syntactic structures of EP is affected locally (or even whole) in relation to the neutral contour. For the investigation of that hypothesis, the intonational and syntactic structures associated with EP SVO neutral sentences and with EP VOS sentences are comparatively analyzed. For the syntactic analysis of the latter type of sentences, syntactic and prosodic arguments are brought in favor of the derivation proposed by Fernandes (2007), by p-movement (Zubizarreta, 1998) of the object. Regarding the analysis of the intonational structure of EP VOS sentences, based on the results of Fernandes (2007), the initial hypothesis of this study is confirmed, since that the intonational structure associated with EP VOS sentences is different from the intonational structure associated with SVO neutral sentences of the same variety of Portuguese. Unlike the intonational structure of SVO neutral sentences, in the intonational structure of EP VOS sentences there are more pitch accents and also a specific pitch accent (L*+H) associated with the object moved from the right edge of the sentence, according to the syntactic derivation proposed in this paper.