Fator de forma artificial para Pinus taeda L. em um povoamento localizado em Enéas Marques, PR

Fator de forma artificial para Pinus taeda L. em um povoamento localizado em Enéas Marques, PR

O estudo teve como objetivo determinar um fator de forma artificial para Pinus taeda no município de Enéas Marques, localizado no sudoeste do Paraná. Primeiramente foi realizado o inventário florestal da área, utilizando como método de amostragem o de área fixa e o processo sistemático, instalando 1...

Saved in:
Journal Title: Acta Biológica Catarinense
First author: Kemely Alves Atanazio
Other Authors: Elisabete Vuaden;
Sandra Mara Krefta;
Danieli Regina Klein;
Luis Paulo Baldisera Schorr;
Tarik Cuchi;
Isadora de Arruda Souza;
Mauricio Romero Gorenstein;
Hudson Mota Lima Pereira
Palabras clave:
Idioma: Portugués
Get full text: http://periodicos.univille.br/index.php/ABC/article/view/424
Tipo de recurso: Documento de revista
Source: Acta Biológica Catarinense; Vol 5, No 1 (Año 2018).
DOI: http://dx.doi.org/10.21726/abc.v5i1.424
Publisher: Universidade da Região de Joinville
Derechos de uso: Reconocimiento - NoComercial - SinObraDerivada (by-nc-nd)
Categories: Life Sciences --> Biology
Life Sciences --> Biophysics
Life Sciences, Physical/Engineering Sciences --> Cell Biology
Resumen: O estudo teve como objetivo determinar um fator de forma artificial para Pinus taeda no município de Enéas Marques, localizado no sudoeste do Paraná. Primeiramente foi realizado o inventário florestal da área, utilizando como método de amostragem o de área fixa e o processo sistemático, instalando 15 parcelas de 600 m². Para determinar o fator de forma artificial, realizou-se a cubagem rigorosa de 16 árvores; destas, oito de diâmetro de área basal médio (dg) e oito árvores dominantes, com base no método de Smalian. Os diâmetros foram medidos a 0,10; 0,30; 0,70; 1,30 m; depois de 1,0 m em 1,0 m. Após determinou-se o fator de forma para cada árvore cubada, o qual foi obtido pela relação entre o volume rigoroso e o volume do cilindro a 1,30 m das árvores cubadas. Encontraram-se valores médios de fator de forma igual a 0,52 para árvores dg e 0,48 para árvores dominantes. O valor médio total para 16 árvores cubadas foi de 0,50 e um volume total de 168,22 m3/ha. Os resultados encontrados revelaram que árvores com menor diâmetro apresentam fator de forma maior, quando comparadas com árvores de diâmetro maior.