A retenção nos cursos de graduação do IME/UFG

A retenção nos cursos de graduação do IME/UFG

Este estudo buscou compreender o fenômeno da retenção nos cursos do Instituto de Matemática e Estatística da Universidade Federal de Goiás. Para tanto, foi realizada uma pesquisa quanti-qualitativa, com base em microdados fornecidos pela Pró-Reitoria de Graduação, dados do Sistema Integrado de Gestã...

Guardado em:
Título da revista: Horizontes
Primer autor: Chaiane de Medeiros Rosa
Outros autores: Fabiano Fortunato Teixeira dos Santos
Idioma: Português
Ligação recurso: https://revistahorizontes.usf.edu.br/horizontes/article/view/579
Tipo de recurso: Artigo de revista
Fonte: Horizontes; Vol 36, No 3 (Ano 2018).
DOI: http://dx.doi.org/10.24933/horizontes.v36i3.579
Entidade editora: Universidade São Francisco
Direitos de utilização: Reconocimiento (by)
Matérias: Ciências Sociais e Humanidades --> Educação e Pesquisa Educativa
Resumo: Este estudo buscou compreender o fenômeno da retenção nos cursos do Instituto de Matemática e Estatística da Universidade Federal de Goiás. Para tanto, foi realizada uma pesquisa quanti-qualitativa, com base em microdados fornecidos pela Pró-Reitoria de Graduação, dados do Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas, além de respostas a um questionário eletrônico aplicado aos alunos retidos. Como resultado, este estudo revelou que a retenção está relacionada a múltiplos fatores, como: vulnerabilidade socioeconômica; dificuldade de conciliar trabalho e estudo; problemas didáticos/pedagógicos por parte dos professores; excesso de reprovações; alto nível de exigência; e elevado grau de dificuldade do curso.