Perspectivas teóricas e práticas acerca dos estudos de gênero, sexo e sexualidade

Perspectivas teóricas e práticas acerca dos estudos de gênero, sexo e sexualidade

Este texto resulta das reflexões sobre as experiências vivenciadas entre sujeitos em uma oficina sobre gênero, sexo e sexualidade realizada com estudantes da pedagogia da Universidade Federal de Santa Catarina. Objetiva-se demonstrar através das vivências e experiências mediadas na oficina as perspe...

Saved in:
Translated title: Theoretical and practical perspectives on gender, sex and sexuality studies
Journal Title: Travessias
First author: Samira de Moraes Maia Vigano
Other Authors: Gabriela da Silva
Palabras clave:
Traslated keyword:
Language: Portuguese
Get full text: http://e-revista.unioeste.br/index.php/travessias/article/view/20933
Resource type: Journal Article
Source: Travessias; Vol 12, No 3 (Year 2018).
Publisher: Universidade Estadual do Oeste do Paraná
Usage rights: Reconocimiento - NoComercial - CompartirIgual (by-nc-sa)
Categories: Social Sciences/Humanities --> Humanities, Multidisciplinary
Social Sciences/Humanities --> Language --AMP-- Linguistics
Social Sciences/Humanities --> Literature
Abstract: Este texto resulta das reflexões sobre as experiências vivenciadas entre sujeitos em uma oficina sobre gênero, sexo e sexualidade realizada com estudantes da pedagogia da Universidade Federal de Santa Catarina. Objetiva-se demonstrar através das vivências e experiências mediadas na oficina as perspectivas acerca das temáticas de gênero, sexo e sexualidade, e de como podemos desenvolver uma reflexão crítica que envolva diferentes concepções de mundo, de sujeito e de educação. Utiliza-se como referenciais: Bourdieu (1999), Louro (1997, 2003, 2007 e 2010), Scott (1994 e 1995), entre outros/as. Trata-se de um relato de experiência, contextualizado a partir de bases teóricas e descrição da prática pedagógica. A metodologia adotada respaldou-se na pedagogia cultural e no Método Didático da Prática Social (SAVIANI, 2003). Divide-se o artigo em sete partes iniciando pela introdução e na sequência organiza-se o relato em cada parte de ação. Busca-se debater por meio de dinâmicas e exposição teórica as concepções de gênero, sexo e sexualidade no contexto social, cultural e político contemporâneo, compreendendo como os mesmos contribuem para analisarmos as questões do corpo, da sexualidade, da identidade de gênero e de orientação sexual na prática escolar, questões que reconhecemos serem necessárias para a formação inicial e continuada de docente. Verifica-se que a concepção de experiência foi utilizada como categoria fundamental para a construção de um espaço de interações dialógicas de ensino e aprendizagem.
Translated abstract: This text is the result of the reflections on the experiences lived among subjects in a workshop on gender, sex and sexuality carried out with students of the pedagogy of the Federal University of Santa Catarina. It aims to demonstrate through the experiences and experiences mediated in the workshop the perspectives on the themes of gender, sex and sexuality, and how we can develop a critical reflection that involves different conceptions of the world, subject and education. It is used as references: Bourdieu (1999), Louro (1997, 2003, 2007 and 2010), Scott (1994 and 1995), among others. It is an experience report, contextualized from the theoretical bases and description of the pedagogical practice. The methodology adopted was based on cultural pedagogy and the Didactic Method of Social Practice (SAVIANI, 2003). The article is divided into seven parts beginning with the introduction and in sequence the report is organized in each part of action. It seeks to discuss, through dynamics and theoretical exposition, conceptions of gender, sex and sexuality in the contemporary social, cultural and political context, understanding how they contribute to analyze the issues of body, sexuality, gender identity and orientation in school practice, which we recognize to be necessary for initial and continuing teacher education. It is verified that the conception of experience was used as a fundamental category for the construction of a space of dialogical interactions of teaching and learning.