PRODUÇÃO DESTRUTIVA E AGROECOLOGIA:

PRODUÇÃO DESTRUTIVA E AGROECOLOGIA:

Este artigo pretende refletir sobre: a) o papel das corporações transnacionais, especialmente aquelas que fazem parte do chamado agronegócio; b) as lutas pela construção da agroecologia, especialmente impulsionadas pelo Movimento Sem Terra a partir das críticas de István Mészáros à “revolução verde”...

Saved in:
Journal Title: Revista Trabalho, Política e Sociedade
Author: Henrique Tahan Novaes
Language: Portuguese
Get full text: http://costalima.ufrrj.br/index.php/RTPS/article/view/236
Resource type: Journal Article
Source: Revista Trabalho, Política e Sociedade; Vol 3, No 5 (Year 2018).
DOI: http://dx.doi.org/10.29404/rtps-v3i5.3952
Publisher: Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro
Usage rights: Reconocimiento (by)
Categories: Social Sciences/Humanities --> Political Science
Social Sciences/Humanities --> Social Sciences, Interdisciplinary
Social Sciences/Humanities --> Education, Scientific Disciplines
Abstract: Este artigo pretende refletir sobre: a) o papel das corporações transnacionais, especialmente aquelas que fazem parte do chamado agronegócio; b) as lutas pela construção da agroecologia, especialmente impulsionadas pelo Movimento Sem Terra a partir das críticas de István Mészáros à “revolução verde”. Nele são apresentados resultados de pesquisa concluída sobre a ofensiva do agronegócio, a revolução verde, as lutas dos movimentos sociais para a formação de um sistema de produção, consumo, comercialização e educação baseado na agroecologia. Estes resultados foram analisados à luz de conceitos de István Mészáros, tais como: produção destrutiva, corporações monstro, revolução verde e educação para além do capital.