Questões polêmicas sobre a economia criativa em territórios urbanos com carências socioeconômicas

Questões polêmicas sobre a economia criativa em territórios urbanos com carências socioeconômicas

A partir da definição de territórios urbanos com carências socioeconômicas (TUCS), abrangendo favelas e áreas urbanas degradadas, pretende-se breve análise da economia criativa como estratégia de desenvolvimento territorial para em seguida percorrer questões polêmicas relacionadas. Trata-se de quest...

Saved in:
Journal Title: Diálogo com a Economia Criativa
Author: Israel Alves Jorge de Souza
Palabras clave:
Language: Portuguese
Get full text: http://dialogo.espm.br/index.php/revistadcec-rj/article/view/141
Resource type: Journal Article
Source: Diálogo com a Economia Criativa; Vol 3, No 8 (Year 2018).
DOI:
Publisher: Escola Superior de Propaganda e Marketing
Usage rights: Reconocimiento (by)
Categories: Social Sciences/Humanities --> Social Sciences, Interdisciplinary
Social Sciences/Humanities --> Architecture
Social Sciences/Humanities --> Art
Abstract: A partir da definição de territórios urbanos com carências socioeconômicas (TUCS), abrangendo favelas e áreas urbanas degradadas, pretende-se breve análise da economia criativa como estratégia de desenvolvimento territorial para em seguida percorrer questões polêmicas relacionadas. Trata-se de questões que remetem inclusive à própria relação histórica entre Portugal e Brasil, no âmbito do recorte metodológico da pesquisa que deu origem ao presente texto. Por um lado, há o posicionamento de que as iniciativas de indução da economia criativa podem se traduzir em imposições capitalistas que ameaçam as especificidades culturais dos TUCS. Por outro lado, entende-se que essas iniciativas podem ser encaradas como resgates e adaptações do clássico fenômeno urbano de balanço entre funcionalidades econômicas e criatividade, num viés flexível e positivo em prol do desenvolvimento.