Catarse (katharsis) como articulação entre estética e ética em G. Lukács

Catarse (katharsis) como articulação entre estética e ética em G. Lukács

O presente  artigo  tem como propósito investigar a experiência da catarse  como  princípio elementar  de recepção do objeto estético em G. Lukács.  Ao partir  do entendimento de que existe uma unidade dialética entre sujeito e objeto no processo de constituição da produção estética, adentra-se  na...

Saved in:
Journal Title: Trilhas Filosóficas
Author: Artur Bispo Santos Neto
Language: Portuguese
Get full text: http://periodicos.uern.br/index.php/trilhasfilosoficas/article/view/631
Resource type: Journal Article
Source: Trilhas Filosóficas; Vol 4, No 2 (Year 2011).
DOI:
Publisher: Universidade do Estado do Rio Grande do Norte
Usage rights: Reconocimiento - NoComercial - CompartirIgual (by-nc-sa)
Subjects: Social Sciences/Humanities --> Education --AMP-- Educational Research
Social Sciences/Humanities --> Philosophy
Abstract: O presente  artigo  tem como propósito investigar a experiência da catarse  como  princípio elementar  de recepção do objeto estético em G. Lukács.  Ao partir  do entendimento de que existe uma unidade dialética entre sujeito e objeto no processo de constituição da produção estética, adentra-se  na investigação da possibilidade de relacionamento entre estética e ética. O desenvolvimento dos nexos categorias que perpassam o presente texto  baseia-se na compreensão de que qualquer tentativa de reconstituição dos elementos de articulação entre estética e eticidade não  pode  desconsiderar as diferenciações existentes  em sua essencialidade  e que  o relacionamento  dos referidos complexos se inscreve tão somente como uma possibilidade subjacente ao reino da recepção da obra de arte. Tal relação é imanente à obra de arte, porquantobrota das condições postas pela própria mediação com a realidade imediata.