Morte e ressurreição da Teologia

Morte e ressurreição da Teologia

Esta aula inaugural, proferida por Raimon Panikkar no Institut Superior de Ciènces Religioses de Vic, em 2002, analisa o problema da irrelevância a que está condenada a teologia nos dias atuais, a marginalização do teólogo e das faculdades de teologia. O texto procura investigar as causas desta lame...

Saved in:
Journal Title: Horizonte - Revista de Estudos de Teologia e Ciências da Religão
Author: Raimon Panikkar
Palabras clave:
Language: Portuguese
Get full text: http://periodicos.pucminas.br/index.php/horizonte/article/view/525
Resource type: Journal Article
Source: Horizonte - Revista de Estudos de Teologia e Ciências da Religão; Vol 4, No 7 (Year 2005).
DOI:
Publisher: Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais
Usage rights: Reconocimiento (by)
Categories: Social Sciences/Humanities --> Religion
Abstract: Esta aula inaugural, proferida por Raimon Panikkar no Institut Superior de Ciènces Religioses de Vic, em 2002, analisa o problema da irrelevância a que está condenada a teologia nos dias atuais, a marginalização do teólogo e das faculdades de teologia. O texto procura investigar as causas desta lamentável situação e se pergunta pela possibilidade de mudança deste quadro. Organizada a reflexão nestes três pontos, o escrito diagnostica um desvio da rota evangélica como uma das possíveis causas da perda de relevância da teologia. Investigando a interna relação entre filosofia e teologia, o presente texto desvela os distintos aspectos deste matrimônio. Por um lado, chama-se atenção para a confusão entre os domínios de cada disciplina, por outro, reafirma-se a necessidade de um urgente reenlace entre alma e corpo, filosofia e teologia, respectivamente. Além de abandonar o divórcio com a filosofia, para ressuscitar, a teologia cristã, como expressão da religião da Palavra, deve fazer-se cada vez mais ouvinte do Mistério, abrir-se ao símbolo, evitando converter a fé em uma ideologia.Palavras-chave:Teologia; Filosofia; Cristianismo.ABSTRACTThe Aula Magna delivered by Raimon Panikkar in the Superior Institute of Religious Science in Vic, in 2002, analyses the problem of irrelevance to which the theology of the present times, the marginalization of the theologian and the faculties of theology are condemned. The text tries to investigate the causes of this lamentable situation and asks about the possibility of changing this state of affairs. Organized as a reflection on these three points, the text diagnoses the straying from the evangelical pathway as one of the possible causes of this loss of relevance of theology. Investigating the internal relationship between philosophy and theology, the present text reveals the distinct aspects of this union. On one side, it calls attention to the confusion of the dominion of each discipline and on the other; it reaffirms the necessity of an urgent reuniting of the body and the soul, philosophy and theology respectively. Besides abandoning the divorce from philosophy, in order to resurrect Christian theology as an expression of the religion of the Word, it must also become increasingly the listener to the Mystery, opening itself to the symbol, avoiding the conversion of faith into ideology.Key words: Theology; Philosophy; Christianity.