POLUIÇÃO SONORA

POLUIÇÃO SONORA

A preocupação com a qualidade de vida e o crescimento das cidades, põe em questão um tema invisível, mas que vem afetando as populações de áreas urbanas com seus efeitos e conseqüências. A poluição sonora abordada no presente estudo mostra que a intensidade de ruídos pode afetar a saúde dos moradore...

Saved in:
Journal Title: Vianna Sapiens
First author: Eustáquio Couto Penido
Other Authors: Flávio Rocha Azevedo;
Jordan Henrique de Souza
Palabras clave:
Language: Portuguese
Get full text: http://viannasapiens.com.br/revista/article/view/48
Resource type: Journal Article
Source: Vianna Sapiens; Vol 2, No 1 (Year 2011).
Publisher: Instituto Vianna Júnior
Usage rights: Reconocimiento - NoComercial - SinObraDerivada (by-nc-nd)
Categories: Multidisciplinary --> Multidisciplinary Sciences
Abstract: A preocupação com a qualidade de vida e o crescimento das cidades, põe em questão um tema invisível, mas que vem afetando as populações de áreas urbanas com seus efeitos e conseqüências. A poluição sonora abordada no presente estudo mostra que a intensidade de ruídos pode afetar a saúde dos moradores atingidos pelos vários tipos de ruídos constantes. Os aspectos legais mostram que as diversas esferas de governo buscam amparadas em matérias jurídicas, impor condições e limites para minimizar os impactos e seus efeitos a saúde humana e o bem estar às populações urbanas. Será citada em capítulo específico a regulamentação da ABNT com as normas que permeiam o assunto abordado. O estudo realizado em campo teve como objetivo analisar o nível de ruído de alguns pontos como escolas e hospitais e compará-los com a legislação e normas pertinentes. Foi possível verificar que os níveis de ruídos nas vias públicas de Juiz de Fora, em especial aquelas estudadas e delimitadas, têm índices que variam de 20 a 48% acima do ideal. Os mapas apresentados neste estudo viabilizam a compreensão e visualização das áreas com maiores índices de ruídos e suas ocorrências conforme horários pré-definidos e ao confrontá-los com os limites estabelecidos nas normas. Verifica-se que o fluxo de veículos próximo a escolas e hospitais produz um volume ruidoso acima do desejável. Pressupõe que ao analisar os limites de conforto desejável ao ser humano sendo de 50 dB, um cidadão que convive nessas áreas estudadas são diretamente afetados com os altos volumes de ruídos todos os dias nos diferentes horários.