Antropología portuguesa contemporánea, casi medio siglo desde abril

Disparidades. Revista de Antropología



Bibliographic data

Translated title: Contemporary Portuguese Anthropology, Almost a Half Century since April
Journal Title: Disparidades. Revista de Antropología
Author: Paula Godinho
Palabras clave:
Traslated Keywords:
Language: Spanish
Get full text: http://dra.revistas.csic.es/index.php/dra/article/view/610
Resource type: Journal Article
Source: Disparidades. Revista de Antropología; Vol 74, No 2 (Year 2019).
DOI: http://dx.doi.org/10.3989/dra.2019.02.014
Publisher: Consejo Superior de Investigaciones Científicas CSIC
Usage rights: Reconocimiento (by)
Knowledge areas / Categories: Social Sciences/Humanities --> Folklore

Statistical data

  • Views
  • Consultations
  • Citation style
  • Share
  • Export record
  • Favourites

Bibliometric data

WOS

Bibliography: Afonso, Ana (dir.). 2012. Etnografias com Ciganos. Lisboa: Colibri.

Afonso, Ana. 2013. Sendim - Planalto Mirandês. Valores em Mudança no final do séc. XX. Lisboa: Colibri.

Almeida, Miguel Vale. 1995. Senhores de si - Uma Interpretação Antropológica da masculinidade. Lisboa: Fim de Século. https://doi.org/10.4000/books.etnograficapress.459

Almeida, Miguel Vale (dir.). 1996. Corpo Presente - Treze reflexões antropológicas sobre o corpo. Oeiras: Celta. https://doi.org/10.4000/books.etnograficapress.400

Almeida, Miguel Vale. 2000. Um Mar da Cor da Terra. «Raça», Cultura e Política da Identidade. Oeiras: Celta.

Almeida, Sónia Vespeira. 2009. Camponeses, Cultura e Revolução. Campanhas de Dinamização Cultural e Acção Cívica do MFA (1974-1975). Lisboa: IELT-Colibri.

Alves, Vera Marques. 2013. Arte Popular e Nação no Estado Novo - A Política Folclorista do Secretaria da Propaganda Nacional. Lisboa: ICS.

Amante, Maria de Fátima. 2012. Identidade Nacional. Entre o Discurso e a Prática. Lisboa: Fronteira do Caos.

Anderson, Benedict. 1991 [1983]. Imagined Communities - Reflections on the Origin and Spread of nationalism. Londres/ Nueva York: Verso (Edición revisada).

Baía, João. 2013. SAAL e Autoconstrução em Coimbra - Memórias dos moradores do Bairro da Relvinha 1954 -1976. Castro Verde: 100 Luz.

Baptista, F. Oliveira. 1978. Portugal 1975 - Os campos. Oporto: Afrontamento.

Baptista, F. Oliveira. 2004. «Espanha e Portugal, um século de questão agrária», en Dulce Freire, Inês Fonseca y Paula Godinho (coords.), Mundo Rural - Transformações e Resistência na Península Ibérica (Séc. XX): 15-51. Lisboa: Colibri.

Baptista, F. Oliveira, Joaquim Pais de Brito y Benjamim Pereira. 1996. O Voo do Arado. Lisboa: Museu Nacional de Etnologia/IPM/MC.

Bastos, Cristiana. 1993. Os montes do nordeste algarvio. Lisboa: Cosmos.

Bastos, Cristiana (dir.). 2011. Clínica, Arte e Sociedade - A Sífilis no Hospital do Desterro e na Saúde Pública. Lisboa: ICS.

Bastos, Cristiana y José Sobral. 2018. «Portugal, Anthropology», en The International Encyclopedia of Anthropology online: 1-14. Wiley Online Library. https://doi.org/10.1002/9781118924396.wbiea1974

Bastos, José Pereira (org.). 2012. Portugueses Ciganos e Ciganofobia em Portugal. Lisboa: Colibri.

Bastos, Susana Pereira. 1997. O Estado Novo e os seus Vadios. Lisboa: Dom Quixote. https://doi.org/10.4000/books.etnograficapress.2192 PMCid:PMC2136229

Bastos, Susana Pereira y José Pereira Bastos. 2006. Filhos diferentes de deuses diferentes - Manejos da religião em processos de inserção social diferenciada: uma abordagem estrutural dinámica. Lisboa: Observatório da Imigração.

Bennett, Tony, Fiona Cameron, Nélia Dias, Ben Dibley, Rodney Harrison, Ira Jacknis y Conal McCarthy. 2017. Collecting, Ordering, Governing. Durham: Duke University Press. https://doi.org/10.1215/9780822373605

Blanes, Ruy Llera. 2008. Os Aleluias - Ciganos evangélicos e música. Lisboa: ICS.

Branco, Jorge Freitas. 1986. «Cultura como Ciência? Da Consolidação do Discurso Antropológico à Institucionalização da Disciplina». Ler História 8: 75-101.

Branco, Jorge Freitas. 1987. Camponeses da Madeira As Bases Materiais do Quotidiano no Arquipélago. Lisboa: Dom Quixote.

Branco, Jorge Freitas. 2005. Máquinas nos Campos - Uma visão museológica. Oeiras: Celta.

Branco, Jorge Freitas. 2014. «Sentidos da antropologia em Portugal na década de 1970». Etnográfica 18 (2): 365-378. https://doi.org/10.4000/etnografica.3732

Brettell, Caroline. 1991. Homens que partem, mulheres que esperam. Lisboa: Dom Quixote. https://doi.org/10.4000/books.etnograficapress.1910

Brettell, Caroline y David Kertzner. 1987. «Advances in Italian and Iberian family History». Journal of Family History 12(1- 3): 87-120. https://doi.org/10.1177/036319908701200106

Brito, Joaquim Pais de (dir.). 1991. Enciclopédia Temática Portugal Moderno. Lisboa: Pomo Edições.

Brito, Joaquim Pais de (dir.). 1994. Fado - Vozes e Sombras. Lisboa: Museu Nacional de Etnologia.

Brito, Joaquim Pais de. 1996. Retrato de aldeia com espelho - Ensaio sobre Rio de Onor. Lisboa: Dom Quixote.

Brito, Joaquim Pais de. 2017. Muitas coisas e um pássaro, apresentação e organização de Fabienne Wateau. Lisboa: Sextante Editora.

Cachado, Rita de Ávila y Sónia Almeida. 2016. Os arquivos dos Antropólogos. Lisboa: Palavrão.

Cairo, Heriberto (ed.). 2018. Rayanos y forasteros: fronterización e identidades en el límite hispano-portugués. Madrid: Plaza y Valdez.

Cairo, Heriberto, Paula Godinho y Xerardo Pereiro (coords.). 2009. Portugal e Espanha - Entre discursos de centro e práticas da frontera. Lisboa: Colibri.

Callier-Boisvert, Colette. 1968. «Remarques sur le Système de Parenté et sur la Famille au Portugal». L'Homme VIII, 2, Abril/Junho: 87-103. https://doi.org/10.3406/hom.1968.366979

Cardina, Miguel y Bruno Sena Martins (dirs.). 2018. As voltas do passado». Lisboa: Tinta da China.

Carmo, André, Eduardo Ascensão y Ana Estevens (eds.). 2018. A cidade em reconstrução: leituras críticas, 2008-2018. Lisboa: Outro Modo.

Carvalho, Clara y João de Pina-Cabral. 2004. A Persistência da História - Passado e contemporaneidade em África. Lisboa: ICS.

Castelo-Branco, Salwa y Jorge Freitas Branco (dirs.). 2003. Vozes do Povo - A folclorização em Portugal. Oeiras: Celta. https://doi.org/10.4000/books.etnograficapress.537

Chaves, Miguel. 1999. Casal Ventoso: da Gandaia ao Narcotráfico. Marginalidade Económica e Dominação Simbólica em Lisboa. Lisboa: ICS.

Cole, Sally. 1994. Mulheres da Praia - o trabalho e a vida numa comunidade costeira. Lisboa: Dom Quixote.

Cordeiro, Graça. 1997. Um lugar na cidade - Quotidiano, memória e representação no bairro da Bica. Lisboa: Dom Quixote. https://doi.org/10.4000/books.etnograficapress.2255

Cordeiro, Graça, Luís Vicente Baptista y António Firmino da Costa (dirs.). 2003. Etnografias Urbanas. Oeiras: Celta. https://doi.org/10.4000/books.etnograficapress.351 PMCid:PMC283544

Cordeiro, Graça y Frédéric Vidal (dirs.). 2008. A Rua - espaço, tempo, sociabilidades. Lisboa: Livros Horizonte. https://doi.org/10.4000/books.etnograficapress.1406

Costa, António Firmino y Maria das Dores Guerreiro. 1984. O Trágico e o contraste - o fado no bairro de Alfama. Lisboa: Dom Quixote.

Costa, Paulo (ed.). 2009. Museus e Património Imaterial - Agentes, fronteiras, identidades. Lisboa: MC-IMC.

Crespo, Jorge. 1990. A História do Corpo. Lisboa: Difel.

Crespo, Jorge. 2013. O Espírito do Jogo - Estudos e Ensaios. Lisboa: Colibri.

Cunha, Luís. 2006. Memória social em Campo Maior- Usos e Percursos da frontera. Lisboa: Dom Quixote. https://doi.org/10.4000/books.etnograficapress.2880

Cunha, Manuela Ivone. 2002. Entre o bairro e a prisão - Tráfico e trajectos. Lisboa: Fim de Século. https://doi.org/10.4000/books.etnograficapress.476

Cunha, Manuela Ivone (dir.). 2015. Do crime e do castigo - Temas e debates contemporáneos. Lisboa: Mundos Sociais.

Cunha, Manuela Ivone y Jean-Yves Durand. 2011. Razões de Saúde - Poder e Administração do Corpo: Vacinas, Alimentos, Medicamentos. Lisboa: Fim de Século.

Cutileiro, José. 1977. Ricos e Pobres no Alentejo. Lisboa: Sá da Costa.

Dias, António Jorge. 1948a. Vilarinho da Furna, uma aldeia comunitária. Oporto: IAC.

Dias, António Jorge. 1948b. Os arados portugueses e as suas prováveis origens. Oporto: IAC.

Dias, António Jorge. 1953. Rio de Onor, comunitarismo agro-pastoril. Oporto: IAC.

Dias, António Jorge y Fernando Galhano. 1986 [1953]. Aparelhos de elevar a água de rega: contribuição para o estudo do regadio em Portugal. Lisboa: Dom Quixote.

Dias, António Jorge; Ernesto Veiga de Oliveira y Fernando Galhano. 1994 [1961]. Espigueiros portugueses: sistemas primitivos de secagem e armazenagem de produtos agrícolas. Lisboa: Dom Quixote.

Durand, Jean-Yves y Clara Saraiva (dir.). 2014. Caminhos e diálogos da Antropologia Portuguesa. Estudos de Homenagem a Benjamim Pereira. Viana do Castel: Câmara Municipal de Viana do Castel.

Durão, Susana. 2002. Oficinas e tipógrafos. Lisboa: Dom Quixote. https://doi.org/10.4000/books.etnograficapress.2636

Durão, Susana. 2008. Patrulha e Proximidade - Uma Etnografia da Polícia em Lisboa. Lisboa: Almedina.

Fazenda, Maria José. 2012. Dança Teatral: Ideias, Experiências, Ações. Lisboa: Colibri / Instituto Politécnico de Lisboa.

Fernandes, Luís. 1999. O sítio das drogas: etnografia das drogas numa periferia urbana. Lisboa: Editorial Notícias.

Fernandes, Margarida. 2006. Terra de Catarina - Do Latifúndio à Reforma Agrária. Ocupação de Terras e ralações Sociais em Baleizão. Oeiras: Celta.

Ferreira, Sónia. 2010. A Fábrica e a Rua - Resistência Operária em Almada. Castro Verde: 100 Luz.

Fonseca, Inês. 2006. Aivados - Posse da Terra, Resistência e Memória no Alentejo. Lisboa: Dinossauro.

Fonseca, Inês. 2007. Trabalho, Identidades e Memórias em Aljustrel - «Levávamos a foice logo p'ra mina». s/l.: 100 Luz.

Fradique, Teresa. 2003. Fixar o Movimento. Representações da música rap em Portugal. Lisboa: Dom Quixote. https://doi.org/10.4000/books.etnograficapress.2723

Frazão-Moreira, Amélia. 2009. Plantas e "Pecadores". Percepções da Natureza em África. Lisboa: Livros Horizonte.

Frazão-Moreira, Amélia y Manuel Miranda Fernandes (eds.). 2006. Plantas e Saberes. No limiar da Etnobotânica em Portugal. Lisboa: Colibri.

Freire, Dulce, Inês Fonseca y Paula Godinho (coords.). 2004. Mundo Rural - Transformações e Resistência na Península Ibérica. Lisboa: Colibri.

Freire, Dulce, Eduarda Rovisco e Inês Fonseca (coords.). 2009. Contrabando na fronteira luso-espanhola. Lisboa: Edições Nelson de Matos.

Frois, Catarina (dir.). 2008. A Sociedade Vigilante -Ensaios sobre identificação Vigilância e Privacidade. Lisboa: ICS.

Frois, Catarina. 2017. Female Imprisonment: An Ethnography of Everyday Life in Confinement. Londres - Nueva York: Palgrave Macmillan.

GEFAC. 2011. Pelos trilhos do Andarilho - Um documentário-viagem aos caminhos que Ernesto Veiga de Oliveira abriu. Coimbra: 60'.

GEFAC. 2018. Bico, bico, chão - 50 anos do GEFAC. Coimbra, Imprensa da Universidade.

Godinho, Paula. 2001. Memórias da Resistência Rural no Sul - Couço, 1958-1962. Oeiras: Celta.

Godinho, Paula. 2006. O leito e as margens - Estratégias familiares de renovação e situações liminares em seis aldeias do Alto Trás-os-Montes raiano (1880-1987). Lisboa: Colibri.

Godinho, Paula. 2010. Festas de Inverno no Nordeste de Portugal - património, mercantilização e aporias da «cultura popular». Castro Verde: 100 Luz.

Godinho, Paula. 2011. «Oír o galo cantar dúas veces» - Identificacións locais, culturas das marxes e construción de nacións na fronteira entre Portugal e Galicia. Ourense: Imprenta da Deputación.

Godinho, Paula (dir.). 2012. Usos da Memória e Práticas do Património. Lisboa: Colibri.

Godinho, Paula (dir.). 2014. Antropologia e Performance - Agir, Atuar, Exibir. Castro Verde: 100 Luz.

Godinho, Paula. 2017. O futuro é para sempre - Experiência, expectativa e práticas possíveis. Lisboa/Santiago de Compostela: Letra Livre/Através Editora.

Granjo, Paulo. 2004. «Trabalhamos sobre um barril de pólvora». Homens e perigo na refinaria de Sines. Lisboa: ICS.

Iturra, Raúl. 1990a. A construção social do insucesso escolar - Memória e aprendizagem em Vila Ruiva. Lisboa: Escher.

Iturra, Raúl. 1990b. Fugirás à escola para trabalhar a terra - Ensaios de Antropologia Social sobre o insucesso escolar. Lisboa: Escher.

Iturra, Raúl. 1991. A religião como teoria da reprodução social. Lisboa: Escher.

Iturra, Raúl. 1997. O imaginário das crianças - Os silêncios da Cultura Oral. Lisboa: Fim de Século.

Leal, João. 1994. As Festas do Espírito Santo nos Açores. Lisboa: Dom Quixote. https://doi.org/10.4000/books.etnograficapress.1989

Leal, João. 2000. Etnografias Portuguesas (1870-1970) Cultura Popular e Identidade Nacional. Lisboa: Dom Quixote. https://doi.org/10.4000/books.etnograficapress.2562

Leal, João. 2003. «"Estrangeiros" em Portugal: a antropologia portuguesa nos anos 1960». Ler História 44: 155-176.

Leal, João. 2011. «O povo no Museu». Museologia pt, IMC: 89-107, <http://hdl.handle.net/10362/9756>.

Leal, João. 2016. «A antropologia em Portugal e o englobamento da cultura popular». Sociologia e Antropologia 6(2), May/Aug. Disponible en: <http://www.scielo.br/scielo. php?script=sci_arttext&pid=S2238-38752016000200293>. Fecha de acceso 18 feb. 2018. https://doi.org/10.1590/2238-38752016v621

Lima, Antónia Pedroso. 2003. Grandes Famílias, Grandes Empresas. Lisboa: Dom Quixote. https://doi.org/10.4000/books.etnograficapress.2790

Lopes, Daniel Seabra, Catarina Frois, João Mineiro, Raquel Carvalheira, Ricardo Gomes Moreira y Sofia Bento. 2017. O Estado por Dentro: uma Etnografia do Poder e da Administração Pública em Portugal. Lisboa: Fundação Francisco Manuel dos Santos,

Louçã, João Carlos. 2014. Call Centers - Trabalho, domesticação, resistencias. Oporto: Deriva Editores.

Mapril, José. 2012. Islão e Transnacionalismo: Uma etnografia entre Portugal e o Bangladesh. Lisboa: ICS-UL.

Marques, Emília Margarida. 2009. Os Operários e as Suas Máquinas: Usos Sociais da Técnica no Trabalho Vidreiro. Lisboa: Gulbenkian/FCT.

Marques, Maria Helena. 2017. Guardar as sementes - Preservar a biodiversidade agrícola e a diversidade cultural. Oporto: Deriva das Palavras-Monde Diplomatique.

Martins, Bruno Sena y Miguel Cardina. 2018. As voltas do pasado. Lisboa: Tinta da China.

Martins, Humberto y Paulo Mendes. 2016. Experiências de Campo: Envolvimento e Experiências em Antropologia. Lisboa: ICS.

Martins, Luís. 2013. Mares de Sesimbra - História, memória e gestão de uma frente marítima. Lisboa: Âncora.

Matos, Patrícia Ferraz de. 2013. The Colours of the Empire. Racialized Representations during Portuguese Colonialism. Nueva York: Berghahn Books.

Medeiros, António. 2006. Dois Lados de Um Rio - Nacionalismo e Etnografias na Galiza e em Portugal. Lisboa: ICS.

Mendes, Paulo. 2013. «O mar é que manda» Comunidade e percepção do ambiente no litoral alentejano. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian e FCT.

Menezes, Marluce. 2004. Mouraria, Retalhos de um imaginário: significados urbanos de um bairro de Lisboa. Oeiras: Celta.

Monteiro, Charles, Klaus Hilbert y Paula Godinho (orgs.). 2017. Memória e Patrimônio - Diálogos entre Brasil e Portugal. Porto Alegre: EDIPUCRS.

Moreira, Carlos Diogo. 2003. Património e identidade marítima. Lisboa: SGL.

Moreira, Carlos Diogo. 2007. Identidades colectivas, Identidades Marítimas e Comunidades Ribeirinhas. Lisboa: SGL.

Nunes, Berta. 1998. O saber médico do povo. Lisboa: Fim de Século.

Oliveira, Ernesto Veiga de. 1983. Festividades cíclicas em Portugal. Lisboa: Dom Quixote.

Oliveira, Ernesto Veiga de, Fernando Galhano y Benjamim Pereira. 1988 [1969]. Construções primitivas em Portugal. Lisboa: Dom Quixote, 1988.

Oliveira, Ernesto Veiga de, Fernando Galhano y Benjamim Pereira. 1990 [1975]. Actividades agro-marítimas em Portugal. Lisboa: Dom Quixote.

Oliveira, Ernesto Veiga de y Fernando Galhano. 1992. Arquitectura tradicional portuguesa. Lisboa: Dom Quixote, 1992.

Oliveira, Ernesto Veiga de, Fernando Galhano y Benjamim Pereira. 1995 [1976]. Alfaia agrícola portuguesa. Lisboa: Dom Quixote.

O'Neill, Brian. 1984. Proprietários, lavradores e jornaleiras. Lisboa: Dom Quixote.

O'Neill, Brian y Joaquim Pais de Brito (dirs.). 1991. Lugares de Aqui - Actas do Seminário «Terrenos Portugueses». Lisboa: Dom Quixote.

O'Neill, Brian y Sandra McAdam Clark. 1980. «Agrarian Reform in Southern Portugal». Critique of Anthropology 15(4), Spring: 47-74. https://doi.org/10.1177/0308275X8000401504

Oneto Nunes, Francisco (dir.). 2008. Culturas Marítimas em Portugal. Lisboa: Âncora Editora.

Pais, José Machado, Clara Carvalho y Neusa Mendes de Gusmão (orgs.). 2008. O Visual e o Quotidiano. Lisboa: ICS.

Peralta, Elsa. 2017a. Retornar - Traços de Memória do Fim do Império. Lisboa: Edições 70.

Peralta, Elsa. 2017b. Lisboa e a Memória do Império Património, Museus e Espaço Público. Lisboa: Monde Diplomtique- Outro modo.

Peralta, Elsa y Marta Anico (eds.). 2006. Patrimónios e Identidades - Ficções Contemporâneas. Lisboa: Celta.

Pereira, Benjamim. 1973. Máscaras Portuguesas. Lisboa: Junta de Investigações do Ultramar.

Pereira, Benjamim (dir.). 2006. Rituais de Inverno com máscaras. Braganza: Museu Abade de Baçal.

Pereira, Luís Silva y Chiara Pussetti. 2009. Os saberes da cura -Antropologia da doença e práticas terapéuticas. Lisboa: ISPA.

Pereira, Rui. 1989. «Colonialismo e Antropologia: a especulação simbólica». Revista Internacional de Estudos Africanos 10- 11: 269-281.

Pereira, Rui. 1998. «Introdução à reedição», en Macondes de Moçambique, de Jorge Dias, vol. I: 1-48. Lisboa: CNCDP.

Pereiro, Xerardo. 2014. «Da antropologia à antropologia aplicada ou a afirmação da disciplina no Norte de Portugal». Etnográfica 18(2): 425-440. https://doi.org/10.4000/etnografica.3776

Pina-Cabral, João de. 1989. Filhos de Adão, Filhas de Eva. Lisboa: Dom Quixote. https://doi.org/10.4000/books.etnograficapress.1709 PMCid:PMC1003928

Pina-Cabral, João de. 1991. Os contextos da antropología. Lisboa: Difel. https://doi.org/10.4000/books.etnograficapress.731

Pina-Cabral, João de. 1998. «A antropologia que a democracia produziu». Trabalhos de Antropologia e Etnologia 38 (83-4): 117-129.

Pina-Cabral, João de. 2003. O Homem na Família - Cinco ensaios de Antropologia. Lisboa: ICS.

Pina-Cabral, João de. 2017. World - An anthropological examination. Chicago: Hau Books/University of Chicago Press.

Pires, Ema. 2003. O baile do turismo -Turismo e Propaganda no Estado Novo. Casal de Cambra: Caleidoscópio.

Portela, José. 1986. Trabalho cooperativo em duas aldeias de Trás-os-Montes. Oporto: Afrontamento.

Porto, Nuno. 1991. O Corpo, a Razão, o Coração - A construção social da sexualidade em Vila Ruiva. Lisboa: Escher.

Prista, Pedro. 2014. Terra Palha Cal: Ensaios de Antropologia sobre Materiais de Construção Vernacular em Portugal. Lisboa: Argumentum.

Quintais, Luís. 2000. As guerras coloniais portuguesas e a invenção da História. Lisboa: ICS.

Ramos, Manuel João. 2009. Traços de Viagem: Experiências remotas, locais invulgares. Lisboa: Bertrand.

Raposo, Paulo. 1991. Corpos, Arados e Romarias - Entre a Fé e a Razão em Vila Ruiva. Lisboa: Escher.

Redfield, Robert. 1956 [1989]. Peasant Society and Culture. Chicago: University of Chicago Press.

Redol, António Mota y Paula Godinho (dirs.). 2014. Alves Redol - O olhar das Ciências Sociais. Lisboa: Colibri.

Rei, Mariana. 2016. Do operário ao artista. Uma etnografia em contexto industrial no Vale do Ave. Porto: Deriva das Palavras-Monde Diplomatique.

Reis, Filipe. 1991. Educação, Ensino e Crescimento - O jogo infantil e a aprendizagem do cálculo em Vila Ruiva. Lisboa: Escher.

Ribeiro, Manuela, Manuel Carlos Silva, Johanna Schouten, Fernando B. Ribeiro y Octávio Sacramento. 2008. Vidas na Raia - Prostituição feminina em regiões de frontera. Oporto: Afrontamento.

Rocha-Trindade, Maria Beatriz. 2009. Migrações - Permanência e Diversidade. Oporto: Edições Afrontamento.

Rocha-Trindade, Maria Beatriz. 2014. Das Migrações às Interculturalidades. Oporto: Edições Afrontamento.

Roque, Ricardo. 2010. Headhunting and Colonialism: Anthropology and the Circulation of Human Skulls in the Portuguese Empire, 1870-1930. Nueva York: Palgrave MacMillan.

Roque, Sara Primo. 2018. Os silêncios da guerra colonial. Cascais: Edições Pasargada.

Rovisco, Eduarda. 2013. «Não Queirais ser Castelhana»: Fronteira e Contrabando na Raia da Beira Baixa. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian, Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Rowland, Robert. 1987. Antropologia, História e Diferença - Alguns aspectos. Porto: Afrontamento.

Rowland, Robert. 1988. «Sistemas matrimoniales de la Peninsula Ibérica. siglos XVI-XIX», en Vicente Perez Morada y David Sven Reher (org.), Demografía Histórica en España: 72-130. Madrid: El Arquero.

Sanchis, Pierre. 1983. Arraial, festa de um povo. Lisboa: Dom Quixote.

Santinho, Cristina. 2016. Refugiados e Políticas de asilo em Portugal. Lisboa: ACM.

Santos, Armindo. 1992. Heranças. Lisboa: Dom Quixote.

Sarró, Ramon y Antónia Pedroso Lima (orgs.). 2006. Terrenos metropolitanos: desafios para a Antropologia. Lisboa: ICS.

Schmidt, Luísa y Pedro Prista. 2010. «Água, o líquido social», en À beira da agua: 6-39. Oporto: Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro.

Silva, Luís. 2014. Património, Ruralidade e Turismo - Etnografias de Portugal Continental e dos Açores. Lisboa: ICS.

Silva, Luís. 2016. Identidade Nacional. Práticas e Representações junto à fronteira do Guadiana. Lisboa: ICS

Silva, Maria Cardeira. 1999. Um Islão Prático. Oeiras: Celta https://doi.org/10.4000/books.etnograficapress.1146

Silva, Maria Cardeira (dir.). 2004. Outros Trópicos. Novos Destinos Turísticos. Novos Terrenos da Antropologia. Lisboa: Livros Horizonte.

Silva, Maria Cardeira (dir.). 2013. Castelos a Bombordo. Etnografias de Patrimónios Africanos e memórias Portuguesas. Lisboa: CRIA. https://doi.org/10.4000/books.etnograficapress.313

Silva, Pedro Gabriel. 2013. No Rasto da Draga. Castro Verde: 100 Luz.

Silvano, Filomena. 2001. Antropologia do espaço, uma introdução. Celta: Oeiras.

Simões, Dulce. 2016. A guerra de Espanha na raia luso-espanhola. Resistências, solidariedades e usos da memoria. Lisboa: Colibri.

Sobral, José Manuel. 1999. Trajectos: o Presente e o Passado na Vida de uma Freguesia da Beira. Lisboa: ICS.

Sobral, José Manuel. 2015. «Dias, António Jorge», en Sérgio Campos Matos (dir.), Dicionário dos Historiadores Portugueses da Academia Real das Ciências ao Final do Estado Novo. Disponible en <http://dichp.bnportugal.pt/imagens/dias_ jorge.pdf>. Fecha de acceso 12 mar. 2019.

Thiesse, Anne-Marie. 2000. A criação das identidades nacionais. Lisboa: Temas e Debates.

Vasconcelos, João. 1996-1998. Romarias - Um inventário dos santuários de Portugal I e II. Lisboa: Olhapim.

Verde, Filipe. 2008. O homem livre - Mito Moral e Carácter numa sociedade ameríndia. Coimbra: Angelus Novus.

Verde, Filipe y Frederico Delgado Rosa. 2013. Exploradores Portugueses e Reis Africanos - Viagens ao coração de África no século XIX. Lisboa: A Esfera dos Livros.

Viegas, Susana Matos. 2009. «O ensino, a investigação e a divulgação da antropologia em Portugal», en Livro do IV Congresso da Associação Portuguesa de Antropologia: Classificar o Mundo: 327-343. Lisboa: APA.

Viegas, Susana Matos y João Pina-Cabral. 2014. «Na encruzilhada portuguesa: a antropologia contemporânea e a sua história». Etnográfica 18(2): 311-332. https://doi.org/10.4000/etnografica.3694

Wall, Karin. 1998. Famílias no Campo - Passado e presente em duas Freguesias do Baixo Minho. Lisboa: Dom Quixote. https://doi.org/10.4000/books.etnograficapress.2355

Wateau, Fabienne. 2000. Conflitos e Agua de Rega. Ensaio sobre a Organização Social no Vale de Melgaço. Lisboa: Dom Quixote. https://doi.org/10.4000/books.etnograficapress.2433

Wateau, Fabienne. 2014. Querem fazer um mar - Ensaio sobre a barragem do Alqueva e a aldeia submersa da Luz. Lisboa: ICS.

Yáñez Casal, Adolfo. 2005. Entre a dádiva e a mercadoria: ensaio de antropologia económica. Oeiras: ed. autor.