Movimento da Pós-Psiquiatria: uma introdução

Movimento da Pós-Psiquiatria: uma introdução.

O movimento da pós-psiquiatria, surgido na Inglaterra na primeira década deste século, vem se consolidando através de uma rede internacional colaborativa com diferentes grupos de psiquiatras espalhados em distintas partes do planeta. Atento ao tempo atual, definido como pós-moderno, esse aporte prop...

Guardado em:
Título da revista: ECOS - Estudos Contemporâneos da Subjetividade
Autor: Gustavo Alvarenga Oliveira Santos
Palavras chave:
Idioma: Português
Ligação recurso: http://www.periodicoshumanas.uff.br/ecos/article/view/1915
Tipo de recurso: Artigo de revista
Fonte: ECOS - Estudos Contemporâneos da Subjetividade; Vol 6, No 2 (Ano 2016).
Entidade editora: Universidade Federal Fluminense
Direitos de utilização: Reconocimiento (by)
Matérias: Ciências da Saúde --> Psicologia Multidisciplinar
Resumo: O movimento da pós-psiquiatria, surgido na Inglaterra na primeira década deste século, vem se consolidando através de uma rede internacional colaborativa com diferentes grupos de psiquiatras espalhados em distintas partes do planeta. Atento ao tempo atual, definido como pós-moderno, esse aporte propõe superar a psiquiatria como modelo coercitivo e disciplinar além de servir como resposta à psiquiatria baseada em evidencias. O movimento também destaca a interdisciplinaridade dos paradigmas psi que se atentam à singularidade do paciente o que pode subsidiar diálogos entre si. A pós-psiquiatria considera que toda contribuição teórica, metodológica e experimental é válida, uma vez que o objeto a que se dedica tradicionalmente a psiquiatria, as patologias mentais, é complexo e multideterminado, não podendo se reduzir a nenhum paradigma teórico de modo exclusivo. O presente artigo tem como objetivo informar sobre esse movimento apresentando um pequeno histórico e seus princípios.