A criança, as culturas infantis e o amplo sentido do termo brincadeira

A criança, as culturas infantis e o amplo sentido do termo brincadeira

Este texto apresenta conceitos e propõe reflexões sobre a relação entre as brincadeiras infantis produzidas no cotidiano da escola, em momentos de recreio, e os elementos sociodinâmicos que contextualizam a cultura das crianças. Os significados dos termos jogo, brinquedo e brincadeira são analisados...

Saved in:
Journal Title: Revista Diálogo Educacional
First author: Nélio Eduardo Spréa
Other Authors: Marynelma Camargo Garanhani
Palabras clave:
Language: Portuguese
Get full text: https://periodicos.pucpr.br/index.php/dialogoeducacional/article/view/1909
Resource type: Journal Article
Source: Revista Diálogo Educacional; Vol 14, No 43 (Year 2014).
DOI: http://dx.doi.org/10.7213/dialogo.educ.14.043.DS04
Publisher: Pontifícia Universidade Católica do Paraná
Usage rights: Reconocimiento (by)
Categories: Social Sciences/Humanities --> Education --AMP-- Educational Research
Social Sciences/Humanities --> Education, Scientific Disciplines
Abstract: Este texto apresenta conceitos e propõe reflexões sobre a relação entre as brincadeiras infantis produzidas no cotidiano da escola, em momentos de recreio, e os elementos sociodinâmicos que contextualizam a cultura das crianças. Os significados dos termos jogo, brinquedo e brincadeira são analisados e contrastados, tendo em vista a ação lúdica produzida pela experiência da criança que brinca. Com base nos estudos de Florestan Fernandes (2004), são assinaladas as formas de socialização implicadas na atividade lúdica dos grupos infantis, a função de transmissão cultural exercida pelas brincadeiras e a dimensão criativa do brincar, que faz das crianças agentes de sua socialização e produtoras de culturas infantis.